Sessao #1 sword of the dales (Parte 1: apresentação).

Eu nunca fui muito fã de usar aventuras prontas nas minhas campanhas. Verdade que adaptava artefatos aqui ou ali, encontros desta ou daquela aventura, mas nunca uma aventura inteira. Até tentei uma vez, mas ela acabou muito diferente do planejado. Dessa vez é diferente. Queria comecar a mestrar, mas não tinha tempo de planejar nada. Dai decidi que ia usar uma aventura simples, dessas feitas pela tsr mesmo. Rodei um bocado ate encontrar uma que eu gostasse e achei. Na verdade eh uma trilogia: a espada dos vales; o bosque spiderhaunt; o retorno de randal morn. As 3 eu achei em pdf na web.


Depois discuto os aspectos positivos e neg. de usar uma aventura pronta. O que interessa aqui é a sessão. Entao vamos a ela.
Montei um grupo com 5 aventureiros: 2 homens de armas (monge e cavaleiro dragoon), ladino(bucaneiro), clerigo(latander), arcano(mago de sangue). As caracteristicas basicas dos personagens eu explico depois. Como precisava por os 5 juntos, fiz um prologo de uma sessao inteira. Precisava fazer a historia funcionar e trazê-los a shadowdale. Simples: disse q eles teriam sido contratados em separado por uma caravana q queria ir de tiverton a shadowdale pelo estreito de tiverton através das montanhas do trovao. Eu queria reunir o grupo sem parecer muito forcado, ate pq ninguem tinha feito background. Consegui.
A sessão toda girou em torno da viagem e ela em si foi muito divertida. Usei um monte de encontros aleatorios que as aventuras prontas me deram e foi divertido ver os jogadores interagindo para renegociar o contrato com o npc e se irem desenferrujando com os esteriotipos, já que a maioria não jogava há alguns anos.
Os encontros que mais gostei foram 2. Não pela confusao em si, mas pelas perspectivas que me deram e pela forma q foram resolvidos. O primeiro foi com uma matilha de lobos. A noite, os lobos atacaram o gado transportado depois que o bucaneiro, que estava de guarda, apagou vencido pelo rum. O suspense criado com a situação mudou até a forma deles montarem guarda nos dias seguintes. Algus lobos fugiram e passaram a seguí-los. O divertido é que eles ainda acham que os lobos estão espreitando, mesmo depois de 3 sessões.

O segundo encontro também foi divertido. Um porque envolveu também um pouco de tensão quando alguns bandoleiros surgiram exigindo um pedagio para deixar que a caravana passasse. Dois, pela forma que foi resolvido o combate: com a ajuda inesperada e involuntaria de um gigante da floresta (que era pra ser outro encontro).

Cofesso que errei a mão um pouco no tempo. Era uma quinta feira e jogamos até umas 2h da manhã (começando às 20h). Tinham 2 colegas que pegavam no trampo as 6h na sexta. Foi meio louco, mas foi divertido.
O interessante é que poucos deles já haviam jogado em forgotten. Então era novidade tanto pra mim qnt para eles. A ambientacao no inicio foi um pouco demorada, mas acho que depois com o passar das sessões eu e eles entendemos melhor o esquema.

É  isso, depois reporto as outras sessões (ja estamos na quarta).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: